Programa INOVAR+

Publicado em Atualizado em

Muitos queixam-se do INOVAR, mas até me surpreendeu com os dois manuais enviados, com explicações passo a passo.
“CONTABILIDADE
Com a obrigatoriedade de aplicação do POC-Educação aprovado em Diário da República, pela portaria 794/2000, 20 de Setembro serão alterados alguns procedimentos.
Junto envio um guia com a alteração de procedimentos a introduzir com a aplicação do

POC-Educação.

É enviado um guia com alguns procedimentos a ter no inicio de 2016 para abertura do ano e introdução de saldos iniciais.
Realço as principais alterações:
– Passa a ser obrigatório introduzir ‘receitas não cobradas’ antes de introduzir entrada de receitas na folha de cofre.
– Tem que ser introduzido o número de transferência bancária sempre que fizer pagamentos por ‘transferência bancária’. O campo será o mesmo onde já é colocado o número de cheque.
– O número de transferência bancária também será introduzido sempre que fizer um depósito ou levantamento.
– É obrigatório elaborar relação de necessidades para todas as despesas.
– A contabilidade da Ação Social Escolar terá que ser integrada na contabilidade geral da escola, da seguinte forma:
       . Relações de necessidades, compromisso, obrigação e autorização de pagamento são introduzidos no Inovar ASE.
       . Haverá uma folha de cofre única, todos os pagamentos relativos ao Inovar ASE serão pagos no Inovar Contabilidade, separador Folha de Cofre.
       . As receitas, quer do ASE quer da Escola tem que ser geridas no Inovar Contabilidade e terão que ser entregues no final de cada mês.
– Os saldos do ASE terão que ser integrados na Contabilidade Geral da Escola e terão que ser entregues por guia, podendo ser requisitados na requisição de fundos de material relativa ao mês de janeiro.   
– Passa a haver uma configuração ‘Usa conta tesouro (IGCP)’ essa configuração encontra-se no separador ‘Diversos’ » ‘Escola’ e tem implicações nas contas de proveitos (classe 7) a utilizar para registar receitas não cobradas e para dar entrada da requisição de fundos de material e de pessoal.
– Todas as relações de necessidades que não foram utilizadas em 2015 e todos os compromissos assumidos em 2015 que não foram pagos passam para 2016 com a abertura do novo ano económico.
– Se algum dos compromissos que passou para 2016 não tiver relação de necessidades associada é necessário associar uma relação de necessidades e associá-la.
VENCIMENTOS
venho pelo presente meio informar algumas alterações ao Inovar Pessoal para os vencimentos de Janeiro de 2016.

» Decreto-Lei 254-A/2015 de 31 de dezembro altera a Remuneração Mínima Mensal Garantida (RMMG) para 530€.

 – No Inovar Pessoal separador ‘Pessoal » Profissional’ poderá confirmar a alteração da da RMMG para os funcionários abrangidos.

» Lei 159-A/2015 de 30 de dezembro extingue a redução remuneratória na Administração Pública.

– De Janeiro a Abril de 2016 a taxa de redução remuneratória reverte 40%.

» Lei n.º 159-D/2015 de 30 de dezembro que tem o objetivo de extinguir a sobretaxa a partir de 2017. Em 2016 é aplicável a taxa através de escalões de rendimento coletável.

– Até sair entrada em vigor de legislação que defina os escalões de rendimento coletavél será aplicada a sobretaxa de IRS de 1,75% a todos os funcionários abrangidos.”

4 opiniões sobre “Programa INOVAR+

    Anónimo disse:
    6 de Janeiro de 2016 às 11:34

    A inovar é uma treta. Não se fiem nas indicações da Inovar. O Igefe vai dar instruções

    Anónimo disse:
    6 de Janeiro de 2016 às 21:43

    Que tipo de queixas em relação ao inovar?

    Blogue Assistente Tecnico disse:
    7 de Janeiro de 2016 às 2:38

    Primeira desvantagem, não permite a instalação em terminal autónomo para se efetuar algumas simulações, testes e formação interna. Se permitir avise como pf.

    Os dados que constam na ficha individual do funcionário(impressão), tanto na sua disposição como os elementos necessários estão ligeiramente desajustados.

    Não esquecer que a maioria os utilizadores foram todos clientes do GPV durante anos… e estão habituados com um interface mais “limpo” , apelativo no respeita ao design gráfico. Contudo, estes comentários diferem de utilizador para utilizador conforme o seu grau de dificuldade de aplicações.

    A migração de programas GPV->Inovar não foi fácil, os assistentes técnicos na sua maioria sentiram-me completamente abandonados! Dado que o inovar só conseguiu conversar as direções pelas vantagens que software no que respeita aos horários e reuniões para os docentes…
    Existem outras pequenas funções/detalhes que não me recordo de momento..

    Uma queixa muito frequente é a dificuldade de contacto com o apoio técnico.

    Blogue Assistente Tecnico disse:
    7 de Janeiro de 2016 às 2:40

    sentiram-me = sentiram-se
    conversar = convencer

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s