Novo Episódio do Registo Criminal…

Publicado em Atualizado em

(faltam alguns episódios que não tenho tempo para partilhar, ficam para mais tarde)

Fica exposição do sindicato e resposta do ministro.

Tenho uma dúvida que não consigo obter resposta,

Qual é a consequência da ausência da entrega, prevista na lei ? Facultem-me o artigo, por favor ?

Clicar nas imagens para ampliar

Ver documento completo no site do sindicato STFPSN

Fica aqui também a resposta tipo enviada pelo Ministério da Justiça

A minha dúvida aqui – Definição de Acto Administrativo & Procedimento administrivo

Se tenho de verificar nos processos individuais determinada documentação, solicitar ao funcionário etc etc, parece-me que estou a decorrer de ato administrativo…

*****************************************************************

Exmo. Sr.:
Reporto-me ao email que V. Ex.ª dirigiu aos nossos serviços e informo o seguinte:
1.    As entidades públicas administrativas apenas têm legitimidade legal para solicitar certificados do registo criminal, querendo, no âmbito de procedimentos administrativos legalmente previstos dos quais “…dependa a concessão de emprego ou a obtenção de licença, autorização ou registo de carácter público…” (nº 3 do art.º 8º da Lei nº 37/2015, de 5/5).
2.      Este acesso, se for pretendido pela entidade pública administrativa, deve ser concretizado nos termos do nº 1 do art.º 16º do Dec-Lei nº 171/2015, de 25/8, ou seja, “…através de portal ou de plataforma eletrónica disponibilizados para o efeito pelos serviços de identificação criminal, ou mediante consulta em linha com utilização de webservices especificamente implementados para esse efeito, precedendo autorização do diretor-geral da Administração da Justiça”,verificadas que sejam as condições técnicas necessárias para o efeito.
3.      É este acesso eletrónico que, se existir, está isento de taxa nos termos da alínea b) do nº 6 do art.º 35º do Dec-Lei nº 171/2015, de 25/8.
4.       A exigência de aferição periódica da idoneidade dos trabalhadores que exerçam funções que envolvam contacto regular com menores, imposta a todas as entidades recrutadoras ou responsáveis pelas atividades em causa pela Lei nº 113/2009, de 17/9, não se integra em nenhum dos procedimentos administrativos previstos, antes consubstanciando o mero cumprimento de uma obrigação legal universal, também aplicável às entidades públicas, pelo que a emissão dos certificados necessários para o efeito rege-se apenas pelas normas gerais aplicáveis à emissão de certificados do registo criminal requeridos por particulares (arts.º 19º e seguintes do Dec-Lei nº 171/2015, de 25/8) e está sujeita ao pagamento de taxa.
5.    Assim, o certificado do registo criminal deve ser solicitado pessoalmente pelo próprio, ou por um terceiro autorizado por escrito pelo próprio, em qualquer dos vários locais onde a emissão é possível.
Mais informação sobre o assunto pode ser obtida na página destes serviços na Internet, emwww.dgaj.mj.pt, separador REGISTO CRIMINAL.
Com os melhores cumprimentos

********************************************************************

2 opiniões sobre “Novo Episódio do Registo Criminal…

    Oscar disse:
    21 de Janeiro de 2016 às 1:01

    Eu não pago! Façam processo disciplinar…

    Anónimo disse:
    22 de Janeiro de 2016 às 8:51

    És burro, vais arranjar sarna para te coçares por uma coisa de nada. Devias ter mais respeito por ter emprego.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s